Pular para o conteúdo

Por que algumas empresas perdem os melhores talentos? No mundo atual, a complexidade dos paradigmas efetuados causa impacto indireto na reavaliação das condições financeiras exigidas. Hoje, já podemos já vislumbrar o modo pelo qual o entendimento da realidade administrativa afeta positivamente os níveis de motivação departamental.

Pensando mais a longo prazo, o julgamento imparcial das eventualidades representa uma abertura para a melhoria dos índices pretendidos. Não obstante, a consolidação das estruturas estende o alcance e a importância do retorno esperado. Portanto, o aumento do diálogo entre os diferentes setores produtivos irá ressaltar a relatividade da gestão inovadora da qual fazemos parte.

Não entendeu uma palavra do que foi dito? Ainda bem! O texto acima foi produzido por um gerador de textos aleatórios. Mas tenho certeza que não parece muito diferente de algo que você já ouviu na faculdade ou no escritório da sua empresa.

Esses são os famosos bullshitters: enganadores profissionais que enrolam de todas as formas e usam seu poder de persuasão para te convencer de qualquer coisa.

Agora, se você concordou com o que foi dito, precisa seriamente assistir ao último episódio da Centrífuga!

Centrífuga Debate - Bullshit ! também está disponivel em podcast:

"Nós vivemos uma era muito legal! Imagine, 10 anos atrás nada disso existia: redes sociais, smartphones, likes, Youtube, etc. Como isso mudou nossa forma de viver? Pense, tem gente que não tem apenas um smartphone: tem dois!"

Esse é Rafael Rez, um ultraespecialista em marketing digital e de conteúdo, professor de MBA, autor e palestrante, que está na Centrífuga Convida desta semana.

Ó, seguinte: essa Centrífuga é pra todo mundo que tem presença nas redes. Ou seja, V também!

Assiste, deixa seu comentário e feedback pra nós!

A 'Centrífuga Convida - Rafael Rez' também está em formato podcast:

Existe uma pessoa a quem V deve agradecer por ter um smartphone hoje: Steve Jobs. Não fosse ele e provavelmente o uso dos aparelhos teria sido atrasado em anos.

Jobs era genial no design de novos produtos. E também tinha o talento de conectar-se aos early adopters que, no fim do dia, são os que difundem os produtos da empresa. Jobs foi uma das pessoas que chamamos de iconoclastas.

Nenhuma organização pode sobreviver sem eles. São inovadores que, sozinhos, reorientam a sabedoria convencional e conseguem alcançar o que muitos consideram impossível. Iconoclastas de sucesso conseguem polinizar o ambiente ao seu redor, contagiando os futuros multiplicadores de suas ideias.

Embora indispensáveis, os iconoclastas são poucos e raros de se detectar. A explicação é que o cérebro humano impede o pensamento inovador através de fatores como medo do fracasso, desejo de se conformar e tendência de interpretar a informação sensorial de maneira familiar.

No livro "Iconoclasta", o neurocientista Gregory Berns analisa relatos de inovadores bem sucedidos e mostra o que existe além do batido segredo do sucesso.

Debatemos o livro na Centrífuga Clube do Livro. A conversa está cheia de insights!

A 'Centrífuga Clube do Livro - O Iconoclasta' também está no formato podcast:

Você entraria em um avião sabendo que o piloto tem pouquíssimas horas de voo? As empresas aproveitam a crise para juniorizar seus departamentos e diminuir os custos com salários?

Trouxemos o assunto para debater na nossa Centrífuga:

A 'Centrífuga Debate - Juniorizar é bom ou ruim?' também está em formato podcast:

Você deveria trabalhar em home-office?

Estudos indicam que sim: tantos por cento comentam que aumentaram a produtividade e estão mais satisfeitos desde que começaram a trabalhar em casa, etc, etc

Mas, espere...

Outros estudos indicam que não: distrações, falta dos relacionamentos de equipe e outros por cento comentam que experimentaram e tiveram queda de produtividade, etc, etc

Afinal: home office é uma boa?

Discutimos o tema nesta Centrífuga - Daniel, Frima, Rodolfo e eu - e a conversa , como sempre, está ótima e cheia de insights!

A 'Centrífuga Debate - Home-office é uma boa?’ também está no formato podcast: